Amantes de música têm as suas preferidas e terão, também, algumas que estão ligadas a um momento, a uma memória ou sentir. Músicas com significado.

Nas minhas playlists tenho várias que associo a algo ou alguém; umas emotivas, como esta, que me transporta a um passado emotivo; ou esta que musicou uma fase sorridente.

E depois há a Intro, dos meus adorados The XX.

Com ela viajo ao meu mundo alternativo, fico horas em escrita-insana. Mas não uma escrita banal *isso existe, sequer?*: escrita intimista, crua, despida.

Ao som desta música escrevi erótico, é perfeita para isso. É a ideal para escrever com *em* sedução.

Porém, ontem, numa televisão algures, a acompanhar um anúncio de comida ou outra futilidade (não me lembro do produto), eis que está a tocar a minha música!

Como é que uma música espectacular como esta acaba num banal anúncio de televisão?

Ela pertence-me e não pode musicar anúncios fúteis!, só escritas sensuais, danças cúmplices, olhares intensos,…

Serei a única a ter sentimentos de posse de uma música? 

Oiçam (em replay, vale muito a pena) e digam-me se a imaginam a tocar em algo que não seja… hmmm

 


O meu livro de contos, disponível AQUI

 newsletter
Subscreve aqui (e recebe um conto original)

créditos imagem: Unsplash

 

Ser-escrevente, ser-viajante. Movida a música e cafeína. Inspirada por sensações, sentires e emoções (eternas e efémeras), amores e desamores.

Músicas que me pertencem
Tagged on:

15 thoughts on “Músicas que me pertencem

  • 22 February, 2018 at 10:24 pm
    Permalink

    Lembrei de quem eu não queria *risos nervosos* kkk. Essa música é sensacional, você descreveu muito do que sinto com ela! (E, sim, também sou super possessiva com músicas, te entendo).

    Reply
    • 23 February, 2018 at 8:05 am
      Permalink

      Ah!, não bom não me sentir a única com esta sensação 🙂

      Reply
  • 23 February, 2018 at 12:28 am
    Permalink

    Obg. A música é muito bonita sim, mas é minha tb. Oiço-a muito tb.?

    Reply
    • 23 February, 2018 at 8:08 am
      Permalink

      Aceito 🙂 Partilho de bom gosto a “minha” música com quem a sinta e usufrua. Não com um banal anúncio de televisão!

      Reply
  • 23 February, 2018 at 3:41 am
    Permalink

    Belíssimo post, também sou louca por música,elas são sem dúvidas passaporte pro mundo das sensações!
    Linda música! Parabéns pelo post! Um beijo.

    Reply
    • 23 February, 2018 at 8:09 am
      Permalink

      Passaporte: isso mesmo!
      Obrigada e boas vindas.

      Reply
  • 23 February, 2018 at 7:27 am
    Permalink

    Eu gosto muito dessa música. É uma viagem!

    Reply
    • 23 February, 2018 at 8:10 am
      Permalink

      Não é? Uma daquelas bem deliciosas!

      Reply
    • 23 February, 2018 at 8:04 pm
      Permalink

      Desperdiçada num anúncio, não é? Alguém que me compreenda 🙂

      Reply
  • 23 February, 2018 at 5:21 pm
    Permalink

    Eu não conhecia The XX até ver uma indicação tua há um tempo atrás. Procurei as músicas e adorei o estilo e posso dizer que a “Intro” é até agora a minha preferida. Escrever ainda não consigo com música, mas também pinto telas a óleo e para pintar, musica funciona muito bem pra mim. Um abraço!

    Reply
    • 23 February, 2018 at 8:06 pm
      Permalink

      Que bom ter-vos apresentado e teres gostado! A Intro também é a minha preferida deles, é incrível. Boas pinturas, um abraço. E sugestões de música são bem vindas, principalmente de alguém que gosta dos The XX 😉

      Reply
  • 24 February, 2018 at 4:06 pm
    Permalink

    The XX é maravilhoso!! Tenho um caso de amor com Hold On (apesar de me recordar de momentos que preferia esquecer). Adorei o post, musica é um carinho na nossa alma <3

    Reply
    • 24 February, 2018 at 4:19 pm
      Permalink

      Música é tanto!
      Obrigada 🙂

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this: