Bandas sonoras dos meus escritos (e um desafio aos seres-escreventes)

Quem me acompanha sabe que não escrevo sem música. Agora que comecei a escrever um novo livro, ando *desesperada* em busca incessante de músicas que me empurrem à escrita, que me despertem os sentires adequados; que me aticem a imaginação, me levem ao sentir que preciso; às emoções culminantes. Ao …

Bastidores de um escrito | A carta

Muitas são as coisas que me inspiram *empurram* à escrita. A maioria das inspirações são previsíveis: uma música, uma viagem, uma recordação,… Outras vezes, algo inesperado acontece e a escrita forma-se em mim. Tal como um vulcão em erupção, as palavras são expelidas do meu íntimo. Desta vez foi um …

Ser escritor | estruturar ou não estruturar o enredo de um livro?

No  meu último artigo contei como me rendi à inspiração e como, empurrada pela música perfeita, comecei a escrever um livro novo. De início resisti, afinal, estava já a escrever um. Mas não estava sintonizada, não era esse o estilo de escrita que tinha em mim. A história, apesar de …

Quando a escrita insana conhece a música perfeita

Sou uma escritora instável (não somos todos?). Começo escritos por inspiração *necessidade* e, frequentemente, abandono-os: pela mesma razão ou por não chegar à qualidade que exijo. Tenho retalhos de escrita suficientes para escrever um livro e a sequela. Da minha viagem ao País de Gales, em Junho último, trouxe na …